Astronomia Ciência

NASA planeia arrastar asteroide para a órbita da Lua

Quem disse que a NASA perdeu o seu interesse na Lua? Junto com os rumores da nova base lunar a ser construída brevemente, há agora relatórios concretos que a agência espacial americana pondera capturar um asteroide e arrastá-lo para a órbita da Lua.

dn23039-1_300Investigadores do Kech Institute for Space Studies na California confirmaram que a NASA tem este bizarro plano de enviar uma nave não tripulada capaz de capturar um asteroide e coloca-lo na órbita da Lua. Esta missão de 2.6 biliões de dólares – ligeiramente mais cara que a mais recente missão a Marte – acorda os esquecidos rumores de testes de impacto sobre a superfície da Lua e é tida como prevista para 2020.

Para já, oficialmente a NASA confirma apenas os seus planos de enviar missões tripuladas, sob o nome Orion, para rodear e analisar a superfície lunar. A administração Obama mencionou também o seu desejo em enviar astronautas a um asteroide próximo da Terrachamado 1999 AO10. Esta missão será de ano e meio mas arrisca expor os astronautas a radiação de longo termo para além do campo magnético da Terra pondo-os em risco de ser uma missão sem retorno. Claro que usar uma missão não tripulada ao asteroide e trazendo-o para perto de nós é uma opção bem mais atractiva.

A equipa do Kech Institute prevê o envio de uma nave lenta, propulsionada a iões solares e com um Atlas V Rocket. A nave seguiria caminho para o asteroide e após alguns estudos um robot apanharia e capturaria o mesmo num enorme saco e dirigir-se-ia para a Lua logo de seguida. Ao todo esperam-se cerca de 6 a 10 anos para completar esta missão.

Moon_PIA00130_with_PIA00135_L_GOOD_LPODO projecto ainda necessita de estudo técnico e científico, afirma o líder da Planetary Society Louis Friedman entusiasmado com os possíveis resultados desta exploração. Relembra que a NASA tem a intenção de colocar astronautas estacionados na órbita lunar no ponto 2 Terra-Lua Lagrange e dali poderiam facilmente estudar o asteroide rebocado e até praticar aterrizagens no mesmo. Este trabalho poderá ajudar a desenvolver formas de utilização de materiais de asteroides para utilização como combustível representando um passo importante para missões tripuladas de longo alcance, nomeadamente a Marte.

Um asteroide a orbitar a Lua seria provavelmente, também, do interesse de companhias privadas que pressionam a possibilidade de missões tripuladas à superfície lunar com fins científicos e estudos mineiros.

Parece então que nos próximos anos a Lua volta a ser um alvo interessante da construção de rumores e não só…

Fonte: NewScientist

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas