Saúde

Cloro na água provoca alergias a alimentos

li-tapwaterMilhares de comunidades por todo o mundo adicionam cloro às suas reservas de água para assegurar que esta fica segura para consumo humano, mas esta prática pode afinal não ser tão segura como nos foi dito, segundo estudo feitos em Nova Iorque que ligam a exposição ao cloro a alergias ao ambiente e a alguns alimentos.

Investigadores do Albert Einstein College of Medicine, no Bronx, fizeram esta descoberta ao observarem e monitorizarem o aumento do uso de sub-produtos do cloro e o aumento significativo das alergias a alimentos entre várias amostras da população. Baseados em informação extrapolada e compilada pela sondagem americana que monitoriza a saúde nacional e a nutrição (NHANES –  National Health and Nutrition Examination Survey) de 2005-2006, a equipa encontrou provas de que o aumento das alergias ao ambiente, e especialmente aos alimentos, está directamente associada à exposição aos cloretos de várias fontes.

Ao que parece, adultos com alto nível de dichlorophenol, um sub-produto de cloro, na urina têm 80% mais chances de possuírem uma alergia a alimentos comparando com adultos com baixa exposição a este sub-produto. No mesmo tema, aqueles que possuem elevado nível de dichlorophenol têm ainda um elevado risco de contrair novas alergias, na ordem dos 61%, ilustrando o que parece ser uma causa entre o cloro e as alergias.

Embora a principal fonte de exposição ao cloro sejam as reservas de água potável por todo o mundo e aquela que todos se lembrarão quando se fala de cloro, também os pesticidas e herbicidas utilizados na agricultura são fontes preocupantes de sub-produtos de cloro.
De acordo com os investigadores mencionados, o cloro ingerido através dos alimentos acentua em muito esta preocupante exposição ao cloro e suas consequências.

«Este estudo mostra que os elevados níveis de dichlorophenol contidos nos pesticidas estão a enfraquecer a tolerância dos humanos ao que comem, causando alergias a alimentos,» explicou uma das autoras, Elina Jerschow, sobre esta descoberta. «Estudos anteriores mostraram que as alergias estão a aumentar nos Estados Unidos e os resultados deste nosso estudo sugerem que estas duas coisas estão directamente relacionadas e que o aumento de uso de pesticidas e outros químicos acentua a exposição a que já estamos sujeitos»

Estas conclusões alinham-se com os dados obtidos e compilados pelo centro de prevenção de doenças americano (CDC- Centers for Disease Prevention), que afirmam ter havido um aumento de 18% de alergias a alimentos entre 1997 e 2007. Uma em cada quatro crianças hoje tem uma alergia a um ou mais tipos de alimento e esta percentagem aparenta estar em aumento significativo dado que não existem planos de controlo e segurança relativamento ao cloro e mais propriamente à exposição a dichlorophenol.

Tudo isto põe nas mãos de cada um (especialmente dos pais) o controlo da exposição ao cloro e aos cloretos, seja por comprarem produtos orgânicos livres de pesticidas, seja por escolherem piscinas tratadas com sal e não com cloro, seja adquirindo filtro de água para as suas torneiras equipados contra o cloro.

Fonte: NaturalNews, Globalist Report

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas