Cultura Natureza Sociedade Tecnologia

O primeiro edifício mantido com algas construído em Hamburgo

Foi revelado recentemente o primeiro edifício que funciona a partir da energia fornecida por algas. Este edifício em Hamburgo foi conhecido na exposição internacional “International Building Exhibition” e é da responsabilidade da empresa Arup.

Green-building--Germany-jpgA fachada bioreactiva foi construída numa espécie de segunda pele nas laterais expostas ao sol. Os paineis, que se assemelham mais a tanques vontêm algas que se desenvolvem com a luz solar que incide directamente, que por sua vez é colhida posteriormente e transformada num conbústivel do tipo biomassa que é queimado num gerador central do edifício

As algas alimentam-se do Dióxido de carbono e de nutrientes que são fornecidos por uma bomba de água. Alguma energia é advém também de painéis solares como energia de reserva.
Este edíficio foi construído de forma a ser auto-suficiente. Os painéis de algas fornecem também sombra aos ocupantes do prédio.
Este edifício ficou completo no dia 22 de Março, mas só estará 100% operacional no dia 25 de Abril.
“Utilizar processos bioquímicos na fachada do prédio para criar energia e sombra é realmente um conceito inovador (..) e pode bem ser uma solução para a produção de energia em centros urbanos” disse Jan Wurm, responável pelo departament de investigação da empresa Arup.

O prédio BIQ como é chamado é composto por 15 apartamentos, dos quais, 2 não possuem um interior rígido, ou seja, ao invés de WC, cozinha e quartos, podem ser alterados e/ou combinados para criarem uma área neutra sempre que for necessário.

Edifícios com energia a partir de algas já tinham sido teorizados, mas nunca tinham sido efectivamente construídos, até agora.

Fonte: Wired

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas