Insólito Polémico Sociedade

Agricultor processa Monsanto…

thumb.php

002

Ernest Barnes, um agricultor norte-americano do estado do Kansas, processou a gigante Monsanto pela descoberta, na semana passada, de trigo geneticamente modificado num campo do Oregon.

Esta descoberta levou o Japão a cancelar uma encomenda de trigo norte-americano e a outros países asiáticos a monitorizarem, com cautela, as próximas trocas comerciais.

Barnes, que tem um campo de trigo de 400 hectares, diz que a “gritante neglicência” da Monsanto está a prejudicar os agricultores norte-americanos ao baixar os preços do trigo e levar à suspensão de exportações.

O departamento de agricultura norte-americana explicou, na semana passada, que o trigo geneticamente modificado encontrado em 32 hectares do Oregon foi testado em 2005, mas nunca chegou a ser aprovado. Também revelou que não existem provas de que este trigo tenha entrado no mercado.

Este deverá ser o primeiro processo contra a Monsanto por causa das notícias da semana passada, mas outros deverão estar a caminho, segundo o advogado de Barnes.

Nenhum tipo de trigo geneticamente modificado foi aprovado, para já, nos Estados Unidos. Muitos países não aceitam os alimentos geneticamente modificados, sendo que os EUA exportam metade das suas colheitas de trigo. Depois de o Japão ter suspenso as importações, também a Coreia do Sul admitiu aumentar as inspecções às importações norte-americanas.

Nos últimos sete anos, o departamento de agricultura dos EUA autorizou mais de 100 testes em sementes resistentes a herbicidas. Estes testes foram conduzidos no Arizona, Califórnia, Colorado, Florida, Havai, Idaho, Illinois, Kansas, Minnesota, Montana, Nebraska, Dakota do Norte, Oregon, Dakota do Sul, Washington e Wyoming.

Fonte: Greensavers

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas