Insólito Natureza

«Porta do Inferno» arde no Turquemenistão há mais de 40 anos

Na localidade de Derweze ou Darvaz, no Turquemenistão, existe uma cratera gigante de gás que arde desde 1971 e continua a intrigar os cientistas.

A aldeia de Darvaz, também conhecida como Darvaza, ou Derweze (que significa “O Portão”), com 350 habitantes, está localizada a cerca de 260km ao norte de Ashgabat, no meio do deserto de Karakum, que ocupa mais de 70% da área do país e é rico em petróleo, enxofre e gás natural. A reserva de gás encontrada alí é uma das maiores do mundo. O nome “Porta para o Inferno” foi dado pela população local referindo-se ao fogo, lama fervente e as chamas alaranjadas na cratera propiciando um cenário que faz lembrar a descrição popular do acesso principal ao mitológico Reino de Hades.

Os habitantes são principalmente turquemanos da tribo Teke, que conservam um estilo de vida semi-nómada. A cratera, com cerca de 70 metros de diâmetro, foi originalmente um local plano. Porém, em 1971, aquele local foi identificado por um grupo de cientistas soviéticos como uma reserva de petróleo. Um acampamento e uma sonda de perfuração foram então montados perto do local identificado. Porém, as primeiras prospecções não correram bem e solo por debaixo de uma das sondas abateu-se, criando uma cratera gigante, que segundo os cientistas estava a libertar grandes quantidades de metano, um perigo potencial para os habitantes de Derweze.

Os cientistas decidiram então que a maneira mais eficiente para resolver o problema seria queimar o metano, acreditando que a combustão deveria durar apenas alguns dias. 300px-DarvazaNo entanto, mais de quatro décadas depois, a cratera ainda arde e atrai milhares de turistas por ano. Os habitantes de Derweze chamaram-lhe «Porta para o inferno». Os cientistas não conseguem prever até quanto é que a cratera vai continuar a arder, uma vez que não se sabe a quantidade de gás que ainda existe no subsolo.

O deserto de Karakum, onde Derweze fica localizada, tem uma das maiores reservas de gás do planeta e em Abril de 2010 o presidente do Turquemenistão, Gurbanguly Berdimuhamedow, visitou o local e ordenou que o buraco fosse fechado ou que fossem tomadas medidas para limitar a sua influência sobre o desenvolvimento de outros campos de gás natural na área. O Turcomenistão planeia aumentar a sua produção de gás natural, com a intenção de aumentar sua exportação de gás para China, Índia, Irão, Rússia e Europa Ocidental. O Turquemenistão espera que a taxa de exportação de gás aumente em cerca de 75 milhões de metros cúbicos durante os próximos 20 anos.

 

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas