Ciência Natureza

Descoberto primeiro ser vivo… imortal

SONY DSCSegundo o The Times, cientistas da Universidade do Sul da Dinamarca descobriram um ser vivo imortal.

Os cientistas da Universidade do Sul da Dinamarca descobriram, em laboratório, uma criatura que tem um risco tão baixo de morrer que o descrevem como sendo “imortal”. A criatura, de nome “hydra magnipapillata”, aparentemente, não sofre com o passar dos anos de qualquer tipo de envelhecimento.

Que ser é este?

A Hidra (género Hydra) é uma espécie de animal cnidário de corpo cilíndrico e em forma de pólipo. Vive em água doce, preferencialmente em águas frias e limpas, presa por uma extremidade a uma rocha ou à vegetação aquática. Tem cor verde, parda ou cinza. As hidras são animais vágeis, locomovendo-se ao longo das superfícies que ocupa.
A hidra macho possui testículo, onde se formam os espermatozóides. A hidra fêmea possui ovário, onde se desenvolvem os ovócitos. A hidra macho elimina espermatozóides na água; estes deslocam-se até uma hidra fêmea, onde o óvulo é fecundado. Forma-se, então, um zigoto ou célula-ovo, que se desenvolve no corpo da hidra fêmea, transformando-se em embrião. Depois o embrião separa-se do corpo da mãe hidra. A hidra pode também reproduzir-se assexuadamente (gemulação ou brotamento): Neste caso da hydra, nasce um gomo na superfície da hidra, que cresce e, quando já está madura, separa-se da hidra-mãe. Em seguida, fixa-se em algum lugar e continua a desenvolver-se independentemente. A reprodução assexuada também possui capacidade de regeneração.

A hidra é um animal único no aspecto que ela nunca, jamais envelhece, podendo teoricamente viver para sempre. Na prática, é claro, num dado momento ela acaba por morrer devido a factores externos como doença ou predadores.

O ser vivo fez parte de uma investigação sobre a evolução e a mortalidade de 46 espécies diferentes.

 

earthquakemo“Muitas pessoas tendem a pensar que o envelhecimento é inevitável e ocorre em todos os organismos da Terra como acontece aos seres humanos; que cada espécie se torna mais fraca com a idade e é mais provável que morra. Mas esse não é o caso”

Owen Jones, responsável pela investigação.

O estudo, publicado pela revista Nature, refere que existe a necessidade de se efectuarem mais pesquisas para  compreender as causas evolutivas do envelhecimento e ser possível resolver os problemas de envelhecimento nos seres humanos.

Fontes: no texto

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas