Polémico Sustentabilidade Tecnologia

Rússia irá proibir OGM nos produtos alimentares

24_9879

24_9879A Rússia continua inflexível na sua intenção de proibir o uso de organismos geneticamente modificados (OGM) na produção de alimentos.

Foi nesse sentido a declaração proferida pelo ministro da Agricultura Nikolai Fedorov na Conferência da Agricultura da Rússia.

A discussão acerca dos OGM entre cientistas, ambientalistas e produtores já ocorre há muito tempo por todo o mundo. Neste momento o alargamento da produção alimentar exclusivamente “limpa” enfrenta dificuldades provocadas precisamente devido à utilização de organismos geneticamente modificados.

Nos pratos da balança desta discussão internacional se apresentam duas forças. Uma é a falta de meios e de argumentos por parte dos cientistas relativamente ao perigo dos produtos geneticamente modificados. A outra são as corporações industriais com os seus enormes recursos, inclusivamente os seus recursos políticos.

Na opinião da maioria dos cientistas, para estudar completamente a influência dos OGM sobre o ser humano e sobre o meio ambiente ainda serão necessários de 10 a 20 anos. Contudo, já hoje sabemos quais são as ameaças para a vida que os produtos geneticamente modificados representam, diz a perita internacional em segurança ambiental e alimentar Irina Ermakova:

“Eles são todos perigosos, porque a própria tecnologia da sua produção é imperfeita. Na produção são usadas bactérias e vírus patogénicos. Quando os cientistas começam a verificar a influência desses produtos em animais, ficam horrorizados. São problemas oncológicos e de obesidade. Por isso, o mais correto será, com certeza, a proibição total dos OGM nos produtos agroalimentares, como o fizeram os países europeus.”

Hoje a Rússia é um dos maiores produtores de grãos livres de OGM. Neste ano agrícola, a exportação de grãos poderá ascender a 20 milhões de toneladas de grãos. O aumento da produção de produtos ecológicos e a conquista pela Rússia de uma vantagem qualitativa no mercado mundial serão possíveis depois de realizadas alterações à legislação, refere o editor principal da revista Agrarnoe Obozrenie (Revista Agrária) Konstantin Lysenko:

“Nós nem sequer temos uma legislação que defina o que são produtos biológicos. Contudo, potencialmente a Rússia poderá inundar todo o planeta com produtos biológicos, porque aqui é proibido fabricar produtos geneticamente modificados.”

O perito reconhece, contudo, que a realidade não pode deixar de ser preocupante: praticamente toda a soja produzida no mundo é geneticamente modificada. Isso também é aplicável a uma em cada cinco espigas de milho.

Por sua vez, o governo russo propôs a regulamentação da utilização das culturas de OGM. O premiê Dmitri Medvedev determinou que se investigue se esse tipo de culturas existe na Rússia. O passo seguinte será o controlo de tudo o que é semeado, importado e produzido.

Fonte: Voz da Rússia

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas