Insólito Polémico Sociedade

Bilderberg «caçam» monarquia espanhola!

w620h395A versão oficial afirma que foram as mulheres e a caça que levaram o Rei de Espanha a abdicar da sua posição, mas em última análise parece que o buraco da toca do coelho vai bem mais fundo.

Dizem que a paixão por mulheres e pela caça acabaram por fazer o rei Juan Carlos cair em desgraça. Há muito que os espanhóis sabem das suas infindáveis aventuras extraconjugais, mas sempre fecharam os olhos, tal como os media. Agora, porém, o rei espanhol vê terminado o seu estado de graça.

Pilar Eyre, jornalista e escritora catalã, abriu as hostilidades ao escrever dois livros sobre a família real, em que traz à luz o casamento de fachada de Juan Carlos, de 74 anos, e Sofia, de 73, depois de a rainha o ter apanhado com a actriz Sara Montiel durante uma caçada, em 1976. Contudo nunca, por isso, se refreou o rei sedutor, que manteve relações ilícitas com dezenas de mulheres, muitas delas figuras conhecidas. A sua última paixão, a princesa alemã Corina Sayn-Wittgenstein, de 46 anos, acompanha-o a todo o lado e organizou a caçada no Botswana, em que o rei sofreu uma queda. A rainha Sofia sabia de tudo.

Vazamentos de informações e algumas coincidências levaram especialistas a advertir que a renúncia do rei Juan Carlos I foi uma das consequências das decisões tomadas em Copenhaga, na reunião de Bilderberg 2014. O Clube de Bilderberg é um evento que reúne os principais líderes políticos, financeiros, religiosos e militares do planeta à volta da influência das grandes famílias para criar uma agenda e estratégias em comum com o futuro da Nova Ordem Mundial. O conteúdo dessas reuniões é tratado com o mais absoluto sigilo.

O rei abdicou na última segunda-feira, em pronunciamento em cadeia nacional. Ele estava no trono desde o final de 1975, contudo seu reinado era alvo de acusações de corrupção que afectaram gravemente a imagem da Coroa. O príncipe Felipe, de 46 anos, é o seu sucessor.

A decisão da Coroa espanhola deu-se um dia após a reunião, que desta vez contou com líderes da NATO, do Fundo Monetário Internacional, dos governos da Grã-Bretanha e França e de empresas multinacionais, como o Deustche Bank, Google, PayPal e Shell. A eles se juntaram a rainha Sofia e membros das famílias reais da Holanda e Bélgica. Um dos temas desse encontro era justamente a renovação das principais monarquias europeias, processo que resultou na notícia da renúncia de Juan Carlos I.

Assim, o grupo fechado e secreto continua a gerar suspeitas que dão lugar a teorias conspirativas de todo o tipo, desde as mais verossímeis até as mais disparatadas, todas tentando mostrar os movimentos e o grau de influência do grupo no mundo real. A pergunta que fica é: se em poucos dias de debate o Clube de Bilderberg consegue derrubar um Rei, após quatro décadas de mandato, o que não poderiam fazer com os demais países do mundo?

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas