Insólito Sociedade

Amnistia Internacional denuncia exportação chinesa de instrumentos de tortura

China Tools of Torture

Mais de 130 empresas chinesas participam no aumento do comércio, fabrico e exportação de instrumentos de tortura para países da África e Ásia, segundo uma investigação da Amnistia Internacional (AI) e Fundação de Investigação Omega divulgada.

O relatório «Comércio de instrumentos de tortura e repressão da China», publicado por ambas as organizações, indica que o número de empresas que se dedica ao fabrico destes produtos se multiplicou por quatro na China nos últimos dez anos.

São já 130 companhias identificadas na manufactura e exportação deste tipo de material. Alguns dos materiais exportados, como algemas e armas de atordoamento, podem bem ser vistas como utilizáveis por forças policiais legítimas, se de acordo com as linhas internacionais que regulam esta matéria, mas no geral são materiais hediondos que saem da imaginação tortuosa de criadores e clientes.

A AI denuncia que alguns dos objectos, como bastões eléctricos paralisantes, cadeiras rígidas de contenção, pinças eléctricas ou bastões de metal reforçados com picos, desenhados especificamente como instrumentos de tortura, são exportados para países da África e Ásia, onde a sua utilização representa uma violação dos direitos humanos das vítimas, segundo o estudo.

Fonte: CNN, Agência Lusa

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas