Cultura História

O apito da morte asteca

Desde que existem as guerras e que o ser humano habita o mundo, foram inventados diferentes modos de provocar terror ao inimigo, de demonstrar poder de guerra ou controlo e de paralisar a força antagónica. E não apenas no âmbito das armas: a cultura asteca, população guerreira que estendeu os seus domínios ao lutar contra as aldeias vizinhas, desenvolveu métodos estranhos para vencer o inimigo – o que agora podemos chamar de ataque psicológico. Entre eles, está o Ehecachichtli, também conhecido como apito da morte.

apito-da-morte-astecas-noticias-seu-history-channelEste instrumento em forma de caveira recebeu o nome do Deus do vento, Ehécatl. Basta ouvi-lo uma única vez, por apenas alguns segundos, para imaginar o que podiam sentir na própria pele aqueles que enfrentaram os astecas no campo de batalha, ao escutar dezenas ou centenas de apitos soando ao mesmo tempo e produzindo um grito lancinante, torturador e difícil de ser esquecido. Os investigadores explicam que, além de servir para a guerra, o Ehecachichtli era usado também em rituais funerários, como uma forma de acompanhar o defunto na sua jornada para a terra dos mortos.

 

 

 

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas