Polémico Tecnologia

Como os electrodomésticos são utilizados para nos espiar!

As comparações à distopia 1984 de George Orwell não são exageradas. O mais recente caso dos televisores Samsung, que “ouvem” as conversas, é apenas um exemplo de como a tecnologia nos consegue espiar.

É um dos maiores dilemas das sociedades desenvolvidas deste século: conveniência ou privacidade. Termos que não deveriam autoexcluir-se, mas que a realidade tecnológica pôs frente a frente a um nível que consegue surpreender.

Surpreendidos ficaram muitos consumidores esta semana ao saber que a Samsung admitia que os seus televisores Smart TV são capazes de “ouvir” as conversas na sala onde se encontram. Tal decorre do texto da “política de privacidade” que o fabricante sul-coreano anexa aos seus aparelhos capazes de reagir a comandos de voz: “Tenha em consideração que se as suas palavras faladas incluírem informações pessoais ou outras de natureza sensível, estas estarão entre os dados captados e transmitidos a terceiros através da utilização do Reconhecimento de Voz.” O caso levou já à intervenção de um senador norte-americano.

ng3953159

Mas estes não são os únicos aparelhos a recolherem e armazenarem os dados privados dos utilizadores. E com a expansão da chamada “Internet das coisas”, cada electrodoméstico é um potencial agente infiltrado nas nossas vidas que está massivamente preparado para nos espiar.

Resta saber o que fazem as empresas com estas informações. E como nos podemos proteger delas.

 

 

Fonte: DN

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas