Insólito Sociedade

Governo japonês organiza excursões turísticas à zona de exclusão de Fukushima

Os locais mais atingidos pela tragédia nuclear de Fukushima passarão a fazer parte da oferta turística da região, de acordo com a televisão CNN. As visitas serão coordenadas pelas autoridades locais, que providenciarão autocarros para que os turistas vejam as consequências da tragédia. Haverá também um guia em cada excursão, que explicará todo o cenário.

Segundo as autoridades japonesas, os níveis de contaminação são baixos, pelo que as pessoas poderão ver, em segurança, o abandono que se seguiu à tragédia. “Quando [os primeiros turistas chegaram] houve alguma incredulidade”, explicou Yusuke Kato. “Queremos encorajar as pessoas [a voltarem para lá], revitalizando Fukushima”.

Segundo as autoridades, o solo e água ainda estão contaminados, por isso a zona de exclusão ainda estará longe de ser aberta a todos. Ninguém consegue prever uma data para a conclusão da missão de limpeza, que custará mais de €22 mil milhões. Ainda assim, prevê-se que elas durem décadas – a fábrica demorará 40 anos a ser desmantelada.

“Já passei por lá várias vezes e ainda não consigo dizer nada. Estou triste, muito triste”, explicou Kenichi Bamba, antigo residente da actual zona de exclusão.

As autoridades explicam que estas excursões pretendem educar os turistas e partilhar as experiências locais sobre o passado de Fukushima – e ajudar os habitantes locais a manterem a sua esperança de voltar um dia ao local.

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas