Cultura Insólito Sociedade

Uma escola que devia fazer a ‘ponte’ para outras escolas!

11046701_816959385055631_3371783892204825883_n

A Escola Básica da Ponte nasceu há 39 anos para promover uma aprendizagem mais autónoma e democrática. Não existem turmas, nem testes e os resultados são acima do esperado.

escola_ponteO grupo de visitantes entra na sala de aula. O olhar de curiosidade de quem chega contrasta com a indiferença de quem está sentado nas mesas de trabalho. Sentados em grupos, não há quadro na parede nem o professor está de pé a debitar a matéria. Há três professores na sala e cada um está sentado ao lado de um aluno que naquele momento precisa de ajuda e ninguém está distraído a conversar com o colega do lado.

Alunos e professores já estão habituados às excursões que se deslocam de vários países para ver in loco a Escola Básica da Ponte a funcionar. Finlandeses, brasileiros, italianos, holandeses ou ingleses, são muitos os grupos ligados à Educação que procuram alternativas aos modelos dos seus países e vêm à Vila das Aves, concelho de Santo Tirso, conhecer a escola pública fundada em 1976 com base no Movimento Escola Moderna e que é tida como um exemplo de sucesso.

A visita do DN às instalações é partilhada com a pedagoga brasileira Márcia Taborda, que estando de visita a Portugal, “não podia deixar de conhecer uma escola que é estudada no Brasil”. Vem acompanhada pelo marido que foi arrastado para o Portugal profundo atrás da escola modelo. Ao mesmo tempo, na sala de entrada da escola, onde os visitantes são convidados a ler os seus direitos e deveres, a coordenadora do projecto debate uma tese de doutoramento sobre a escola com um aluno conterrâneo de Márcia. Um trabalho que é discutido com a representante dos pais, outra particularidade desta escola.

YouTube Preview Image

 

«Fazem-se Bonsais humanos com o sistema de ensino tradicional!»

logo2A Escola da Ponte situa-se em São Tomé de Negrelos, concelho de Santo Tirso, distrito do Porto. Abrangendo o Ensino Pré-Escolar, 1º, 2º e 3º ciclo, a escola apresenta-se com práticas educativas que se afastam do modelo tradicional. Está organizada segundo uma lógica de projecto e de equipa, estruturando-se a partir das interacções entre os seus membros, alicerçando as suas práticas nos seguintes princípios orientadores:

  • Concretizar uma efectiva diversificação das aprendizagens tendo por referência uma política de Direitos Humanos;
  • Garantir a igualdade de oportunidades educacionais e de realização pessoal a todos os cidadãos;
  • Promover, nos diversos contextos em que decorrem os processos formativos, uma solidariedade activa e uma participação responsável.

A sua estrutura organizativa (facilitada por espaços abertos, com portas amovíveis), desde o espaço ao tempo e modus operandis, exige uma maior participação dos alunos tendo como intencionalidade a sua participação, em conjunto com os orientadores educativos, no funcionamento e organização de toda a escola, no planeamento das actividades, na regulação da sua aprendizagem e avaliação.
    Assim, a divisão por anos de escolaridade ou ciclos deu lugar à organização por Núcleos. Existem 3 Núcleos: Iniciação, Consolidação e Aprofundamento. Estes são a primeira instância de organização pedagógica e correspondem a unidades coerentes de aprendizagem e desenvolvimento.

     O currículo é articulado em 6 Dimensões fundamentais:

  • Linguística (Português, Inglês, Francês);
  • Identitária (História e Geografia de Portugal, Geografia);
  • Naturalista (Estudo do Meio, Ciências Naturais, Ciências Físicas e Naturais, Físico e Química);
  • Lógico Matemática (Matemática);
  • Artística (Educação Física, Educação Musical, Educação Tecnológica, Educação Visual e Tecnologias de Informação e Comunicação);
  • Pessoal e Social(Educação Especial, Serviços de Psicologia e Desenvolvimento Pessoal e Social).

ng4158273Os orientadores educativos reúnem-se com os alunos para planearem o que vão fazer colectiva e individualmente – Plano da Quinzena e, a partir desse plano, cada um, traça diariamente as suas tarefas – Plano do Dia. Isto implica uma maior participação, autonomia e co-responsabilização de todos os implicados na planificação das aprendizagens e na vida social de toda a escola também presente nos múltiplos grupos de Responsabilidades em que se organizam; entendemos que a gestão da vida na escola é da responsabilidade colectiva. Definidas as necessidades de organização da escola no início do ano, é enunciado um conjunto de responsabilidades que vão dar resposta a essas mesmas necessidades.

Neste quadro de referência encontramos a Assembleia, expressão viva de uma autêntica democracia participada, pois espelha o envolvimento dos alunos na sua organização e nos processos de tomada de decisões. Constitui um vector fundamental na construção de cidadãos activos e participativos, numa lógica de “aprender-a-ser-com-os-outros”; reúne semanalmente com toda a comunidade escolar e é um momento de trabalho colectivo por excelência onde se discutem todos os assuntos considerados relevantes para a vida da escola comunidade. A eleição para a Mesa da Assembleia é realizada no início de cada ano lectivo. Os assuntos são previamente afixados na escola em convocatória, discutidos semanalmente e cada sessão é registada em ata.

Outro exemplo a referir são os Debates, encontros de reflexão e discussão decorrentes de, por exemplo, a preparação para a Assembleia ou do “ Jogo das Perguntas” que visam estudos que estão a decorrer, passatempos,… ou ainda de apresentação de trabalhos individuais ou em grupo, comunicações, etc.. São também uma oportunidade de desenvolver o sentido crítico, a comunicação e capacidade de síntese.
Os orientadores educativos vão acompanhando os alunos de modo diferenciado, tendo em conta as necessidades e especificidade de cada um. Todo o trabalho é realizado num clima de cooperação, não só entre os alunos e orientadores, mas também entre pares. Assim, o trabalho cooperativo entre orientadores educativos e o trabalho dos alunos em grupos heterogéneos generaliza-se. Dentro de cada grupo, a gestão dos tempos e espaços permite momentos de trabalho em pequeno grupo, momentos de participação no colectivo, momentos de “ensino mútuo” e momentos de trabalho individual. Pretende-se que os alunos desenvolvam um trabalho que valorize a reflexão, a entreajuda, a capacidade de análise crítica e a pesquisa, assim como, obviamente, as competências específicas das diferentes valências, previstas no Currículo Nacional do Ensino Básico.
Os espaços de trabalho disponibilizam diversos recursos, dos quais destacamos: livros, enciclopédias, manuais escolares, dicionários, gramáticas, Internet, vídeos e CD’s ROM, para que os alunos entendam que existem várias fontes de conhecimento, por oposição à adopção de manual único, atitude que entendemos como redutora e limitativa do processo de aprendizagem.

Este projecto assenta em valores como: o da Solidariedade e Democraticidade, Autonomia,Liberdade Responsabilidade e Cooperação, norteando-se por vários princípios, os quais são responsáveis pela criação de uma grande diversidade de dispositivos pedagógicos. No seu conjunto, estes suportam toda a dinâmica de trabalho e promovem uma autonomia responsável e solidária, exercitando-se permanentemente o uso da palavra como instrumento autónomo da Cidadania.

Os Pais/Encarregados de Educação, à semelhança dos seus filhos e orientadores educativos, estão também fortemente implicados no processo de aprendizagem dos alunos e na direcção da Escola. Os contactos são feitos sempre que necessário, através do professor tutor que acompanha, orienta e avalia diariamente as actividades realizadas pelos seus tutorados.
A escola disponibiliza Actividades de Enriquecimento do Currículo, de Apoio ao Estudo, Actividades de Animação e Apoio à Família e Oficinas Lúdicas, oferecendo um acompanhamento pedagógico até às 17:30 horas.

YouTube Preview Image

Fontes: DN, Escola da Ponte

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas