Ciência Polémico

A nova “Arca de Noé” Russa

5682af90c46188335d8b45b1

A Rússia está a criar a primeira base de dados do planeta com amostras biológicas em que os principais objectivos deste projecto são conservar a biodiversidade, assim como utilizar este material para investigação científica.

Cientistas da Universidade Estatal de Moscovo vão dedicar os próximos 4 anos ao desenvolvimento do projecto “Arca de Noé”: o primeiro banco do mundo de bio-materiais de todos os organismos vivos da Terra, informa RIA Novosti. Para a primeira fase do projecto foram investidos cerca de 14 milhões de dólares.

Trata-se da criação, em terrenos da universidade moscovita, de um depósito que será uma base de dados de toda a vida na Terra, incluindo todas as espécies que já tenham existido no planeta. De acordo com o reitor Víctor Sadóvnichi, o espaço irá incluir “o que existia antes, assim como as espécies que estão a desaparecer e as que ainda prosperam”.
5682af90c46188335d8b45b1
De acordo com Sadóvnichi, na “Arca de Noé” existirá a possibilidade de realizar armazenamento criogénico de diferentes materiais celulares, que mais tarde se poderão reproduzir”. Assim se prevê a implantação de um sistema que una o depósito com outros, tanto na Rússia como no estrangeiro.

O projecto russo é muito equivalente ao famoso banco de sementes mundial conhecido como “Arca do fim do mundo” na Noruega. A diferença do “Arca de Noé” moscovita, que se situará no centro da cidade, é que é muito mais ambicioso e não se limita a armazenar espécies vegetais.

A arca, construída em 2008, está desenhada para proteger as sementes de cataclismos globais como guerras nucleares e doenças, enquanto que a Arca de Noé, prepara uma base de dados para o fim do mundo.

 

Fonte: RT

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas