História

Investigadores decifram código egípcio com 1300 anos

Investigadores das universidades de Macquarie e Sydney, na Austrália, conseguiram desvendar os segredos de um código egípcio antiquíssimo, com 1300 anos. Após três décadas de análise, os especialistas confirmaram que se trata de um livro de feitiços, denominado “Manual Egípcio de Rituais de Poder”.

O exemplar foi encontrado por um comerciante, entre o final dos anos 70 e o início dos 80, que, posteriormente, o vendeu à Universidade Macquarie. Desde então, as tentativas de traduzir o texto foram muitas, todas sem sucesso.

O código egípcio, ou manual de rituais e sortilégios, foi inteiramente confeccionado em páginas encadernadas de pergaminho e, provavelmente, escrito por algum morador do Alto Egipto, há 1300 anos. O livro possui um total de 20 páginas manuscritas em copta (a última fase do idioma egípcio antigo).

cq5dam.thumbnail.588.257

Nele, estão 27 feitiços e uma grande quantidade de desenhos e invocações. Os investigadores descobriram poções de amor, formas para expulsar espíritos malignos, receitas para ter sucesso nos negócios e remédios contra algumas doenças, como a icterícia. Entre as maldições que puderam ser decifradas, inclui-se a de enfeitiçar alguém: “Após proferir a fórmula mágica, tem que colocar duas unhas na parte superior da porta da pessoa que deseja conquistar; uma em cada lado da porta”.

O código original é exibido no Museu de Culturas Antigas da Universidade de Macquarie. Os investigadores suspeitam que o autor, ou autores, tenham sido monges ou sacerdotes, que utilizavam o texto como manual de ajuda para os fiéis. De qualquer modo, a verdade sobre sua autoria ainda é um total mistério.

 

Fonte: muyinteresante

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas