Tecnologia

Solução de Macau à Crise

Numa fase de crise financeira que vários países atravessam actualmente a nível mundial, existem alguns que seguem estratégias não muito comuns mas que tem conseguido obter resultados.

senada-square

É o caso, por exemplo, de alguns países ou Estados apostarem em legalizar os casinos e os seus jogos para daí poderem retirar dividendos em termos de impostos e lucros imediatos. O melhor exemplo desta prática é Macau, que apenas com o turismo resultante desta atracção, tornam Macau no estado que mais cresce no Mundo. O impacto é tal que Macau já possui mais casinos per capita que Las Vegas e já ultrapassou a sua concorrente Americana em termos de lucros movimentado mais de US$7 Bilioes apenas no ano de 2006 e com um PIB per capita de US$58 mil, em 2011, o que significa mais do dobro do que Las Vegas. Além disto, de acordo com o Governo Chinês, Macau tem crescido, em media, todos os anos cerca de 17% em termos de PIB interno.

Isto pode parecer algo ocasional mas se tivermos em conta as receitas e o PIB de Las Vegas, Macau, Atlantic City e dos principais casinos do mundo como em Singapura, Austrália, Bahamas, Canadá e Monte Carlo, por exemplo, chegamos a valores quase inconcebíveis que vários países desesperadamente procuram. Aliás a empresa Sands China, apenas no primeiro trimestre de 2013 registou um lucro líquido de 343.9 milhões de euros, para se ter uma noção da dimensão e importância destes valores. Por essa razão, o Japão, antigo expoente máximo de saúde económica Asiática já decretou que até 2020, ano em que receberá os Jogos Olímpicos, irá legalizar e construir casinos resort para atrair turismo, recuperar algum do estatuto que perdeu nos últimos anos e subir as receitas através de impostos no país. Isto já despertou o interesse de vários proprietários de casinos a nível mundial que tem interesse em construir mega casinos resorts no Japão.

Se, noutra perspectiva, pensarmos no crescimento destes jogos de casino a nível online, podemos chegar a conclusão que cada vez há mais sites, jogadores (inclusive profissionais) e lucros. Muitos destes sites e casinos online necessitam também de unidades físicas para armazenamento de dados, tratamento de informação, resolução de problemas e apoio ao cliente que se traduzem também em grandes rendimentos para os Governos em termos de impostos mas também no que a criação de postos de trabalho diz respeito. Além de que em muitos países não existe qualquer legislação sobre o jogo online, sendo que, existe muito dinheiro movimentado que nem sequer é taxado.

Para se ter uma noção desta indústria associado ao nosso país, os sites de casino online baseados em póquer, como, por exemplo, CasinoOnline.pt tem atraído cada vez mais jogadores e, de acordo com dados da Associação Nacional de Apostadores Online, mais de 60% dos jovens entre 18 e 30 anos assumiram jogar ou já ter jogado jogos de casino e apostas online. Em termos físicos, apenas em 2013, o Casino Estoril (maior da Europa), Casino de Lisboa e o Casino da Póvoa (alguns dos mais mediáticos em Portugal) aumentaram os lucros em 865%, para se ter uma ideia da importância crescente destes jogos e indústria.

No entanto, mesmo em Portugal os Casinos com licenças específicas podem funcionar mas a lei não é muito clara neste aspecto e online não existe nada regulamentado e sabe-se do interesse de algumas grandes empresas da indústria de apostas e jogo que teriam interesse em entrar no nosso país caso essa situação se alterasse. Algo que, nos tempos de crise que correm, seria certamente um aumento considerável do lado da receita para o Governo Português, tal como, outros Governos mundiais e que poderia resolver alguns problemas imediatos de receita e desemprego.

Obrigado por nos dizer como este artigo o fez sentir! Agora conte a todos partilhando - .
Como este artigo o faz sentir?
  • Fora de Mim
  • Fascinado
  • Apoiado
  • Indiferente
  • Assustado
  • Chateado
Partilhas